Prefeita anuncia pagamento da data-base de 3,43% e progressões para agentes comunitários de saúde e de combate às endemias

Secretaria da Saúde

Autor: Redação Semus | Publicado em 08 de abril de 2019 às 16:22

Anúncio ocorreu em reunião com mais de 600 trabalhadores nesta segunda, 08


Em reunião com os agentes de Combate às Endemias (ACE) e Comunitários de Saúde (ACS), a prefeita Cinthia Ribeiro anunciou o pagamento da data base de 3,43% para a categoria, retroativo ao mês de janeiro deste ano, a ser pago na folha referente ao mês de abril. A reunião aconteceu na manhã desta segunda-feira, 08, no Theatro Fernanda Montenegro, no Espaço Cultural José Gomes Sobrinho, com a presença de mais de 600 trabalhadores, além de autoridades locais.

 

“De nada adianta investir em equipamentos e ganhar prêmios, se não investirmos em pessoas. Em 2018 tivemos um ano atípico em todos os sentidos, a maior crise econômica de últimos anos e tudo isso reflete demais nas gestões, altera a rotina do dia a dia. Mas a qualidade dos serviços da saúde de Palmas foi mantida e o sucesso se atribui a homens e mulheres que fazem à diferença”, ressaltou a prefeita.

 

Cinthia ressaltou ainda que os agentes são porta de entrada da Prefeitura nas casas dos moradores. “Vocês escutam inúmeras reclamações e sugestões e nos dão esse feedback com a comunidade e partir daí nós melhoramos as políticas públicas para melhor atender a população. Esse ano tivemos um período intenso de chuvas, os casos de dengue aumentaram e nós não maquiamos dado algum, fomos transparentes e intensificamos o trabalho de combate ao Aedes aegypti através do trabalho de vocês, envolvendo mais pastas nessa luta que é de todos nós”, destacou agradecendo o empenho de todos.

 

A prefeita anunciou ainda que já estão em andamento, o processo licitatório para aquisição de computadores para cada equipe de Saúde da Família que vai facilitar o cadastro individual e domiciliar, e assim, alimentar o programa e-SUS, sobre as visitas realizadas. Outra licitação em andamento é para aquisição dos Equipamentos de Proteção Individual, os EPI’S, que devem ser entregues dentro de 30 dias, contendo dois modelos de camisetas, uma de manga curta e outra longa, boné e bolsa, além de repelentes e protetores. “Essa reivindicação de vocês vem desde 2016, e finalmente, com as contas ajustadas vamos poder atendê-los. Estamos cuidando de pessoas que cuidam de outras pessoas, porque o trabalho de vocês é grandioso demais para ser tratado de outra maneira”, disse.

 

Sobre a data-base de 3,43%, a prefeita ressaltou que “conceder esse direito só foi possível graças a uma gestão austera, que tem buscado de todas as formas, valorizar os servidores públicos, que são os verdadeiros agentes de transformação da sociedade que almejamos, aquela que é ambientalmente sustentável, economicamente viável e socialmente justa.”

 

Atualmente, o Sistema Único de Saúde da Capital conta com 472 agentes comunitários de saúde distribuídos em 86 equipes de saúde da família, e 198 agentes de combate às endemias cadastrados e 107 atuando em campo.

 

 

Progressão - ACS e ACE

 

A prefeita lembrou que desde 2016, as progressões dos servidores municipais estavam congeladas, e por isso, um cronograma foi estabelecido para honrar esse direito trabalhista. Sobre as progressões dos ACSs e ACEs, os números seguem abaixo:

 

Em 2016, 83 servidores se enquadravam na progressão, somando um total de R$ 74.649,00; de acordo com o cronograma serão pagas em junho de 2019;

Em 2017, 508 servidores se enquadravam na progressão, somando um total de R$ 489.365,00; de acordo com o cronograma serão pagas em agosto de 2019;

Em 2018, 617 servidores se enquadravam na progressão, somando um total de R$ 872.548,00; de acordo com o cronograma serão pagas em outubro de 2019.

 

Após o cumprimento do cronograma serão pagos todos os retroativos de 2016 a 2019.

 

PMAQ

 

 

Os agentes aproveitaram a reunião para cobrar o pagamento referente ao Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade na Atenção Básica (PMAQ). O secretário de Saúde, Daniel Borini, esclareceu que a proposta já está pronta mas que antes de encaminhar para apreciação da prefeita, quer passar pelo crivo dos servidores. “É um recurso do Ministério da Saúde que diz respeito à produtividade das equipes, de acordo com o que cada equipe produz. A proposta está pronta, mas ela será debatida com os servidores, um grupo de trabalho será criado a partir da próxima semana para discutir a proposta, para então validarmos com a prefeita Cinthia”, informou.







 

Edição e postagem: Lorena Karlla