Prefeitura de Palmas: construção de CMEIs resulta de participação popular no PPA

Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão

Autor: Redação/ Edição: Lorena Karlla | Publicado em 20 de agosto de 2021 às 18:00

Moradores da Capital poderão participar das consultas públicas que serão realizadas em setembro

A Prefeitura de Palmas entregou à população nos últimos dois anos três Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis), o Romilda Budke, Vitória-Régia e Ana Luísa. A construção desses equipamentos públicos estava prevista no Plano Plurianual (PPA) 2018-2021, a pedido da própria comunidade. Isto mostra a importância da participação popular na elaboração do documento que indica onde a gestão vai aplicar os recursos públicos. A produção do PPA 2022-2025 já está em andamento, na fase dos diagnósticos setoriais em todos os órgãos municipais. Em setembro, serão realizadas as consultas públicas para elaborar o plano que vai virar lei.

 

“É fundamental a participação da população na construção das políticas públicas. Isso garante que a gestão possa implementar ações que realmente atendam as demandas da cidade. E entregar os Cmeis e a escola, demandas da consulta pública, é uma grande realização para a equipe da Educação”, destaca a secretária municipal de Educação, Cleizenir dos Santos, acrescentando que “novamente, contamos com a participação dos palmenses nas consultas públicas para apontarem quais são as necessidades e que serviços devemos ampliar e implementar”.

 

Localizada na Arse 102 (1006 Sul), o Cmei Romilda Budke contou com um investimento de R$ 2,4 milhões, recurso da Prefeitura e do Fundo Nacional para o Desenvolvimento da Educação (FNDE). O Cmei Vitória-Régia integra os equipamentos públicos do Jardim Vitória I, também com investimento de R$ 2,4 milhões. O Cmei Ana Luísa, localizado no Setor Bertaville, teve um investimento de R$ 2,2 milhões. Uma ampliação de 1,6 mil vagas na educação infantil, que conta com 33 Cmeis, com 12.503 crianças matriculadas.

 

Os moradores de Palmas também pediram a construção de uma escola no PPA 2018-2021 e a gestão municipal entregou a Escola de Tempo Integral (ETI) Agroecológica Fidêncio Bogo, às margens do ribeirão Taquarussu Grande. Para atender a comunidade rural, a escola foi criada com o objetivo de qualificar os alunos no empreendedorismo agroecológico e no turismo rural. A escola conta com criação de peixes em tanque, horta, pomar e criação de abelhas nativas, além do abastecimento energético ser feito pelo sistema de geração fotovoltaica.

 

Outro pedido dos palmenses foi a reforma das escolas. Enquanto os alunos estavam em casa em razão da pandemia da Covid-19, a Prefeitura de Palmas aproveitou para fazer reformas e ampliações de 45 unidades educacionais. Foram realizadas adequações e melhorias, como construção de reservatórios de água, reformas de piscinas e de quadra poliesportiva e ampliação de cozinhas. Apenas no primeiro semestre deste ano, a gestão municipal investiu R$ 1,135 milhão para executar melhorias em 21 unidades educacionais.

 

Detalhamento dos equipamentos de educação em Palmas:

78 unidades educacionais: 33 Cmeis e 45 escolas

47.042 vagas ofertadas em 2021

42.949 matrículas efetivadas/confirmadas