Prefeitura de Palmas reforça serviços de saúde com atendimento domiciliar odontológico e clínico

Secretaria da Saúde

Autor: Redação/Semus | Publicado em 12 de abril de 2021 às 13:54

Necessidade de atendimento é avaliada pela equipe de saúde da família, que fornece serviço amplo, realiza vacinação, troca de curativos, aplicação de medicamentos, aferição de sinais vitais e renovação de receitas

O atendimento domiciliar é mais uma das estratégias adotadas pela Prefeitura de Palmas, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (Semus), para manter os atendimentos clínicos e odontológicos em meio a pandemia do novo coronavírus, que exigiu a adaptação de serviços em diversas áreas. E nesta segunda-feira, 12, os servidores da Unidade de Saúde da Família (USF) da Arse 122 (1.206 Sul) realizaram mais uma roda de atendimentos aos moradores assistidos pela USF.

A Rede Municipal de Saúde, por meio da Atenção Primária em Saúde (APS), além de realizar visitas domiciliares de maneira regular, também leva atendimento diversificado e, de acordo com a necessidade dos pacientes em situação de vulnerabilidade, pode realizar vacinação das campanhas ou contra Covid-19, atendimento de dentista, acompanhamento de condições crônicas ou até mesmo consultas especializadas.

O gerente das Linhas de Cuidados da Atenção Primária, Ilton Batista Júnior, explica que a atenção primária neste momento de pandemia precisa acompanhar as mudanças do cenário epidemiológico para que possa se adaptar e garantir acesso da população à rede da saúde. “O atendimento das unidades precisa passar por um processo de transformação, além do público regular que precisa de atendimento, temos o público vulnerável que a equipe precisa ir até as casas para acompanhar com segurança”. Ilton destaca que o atendimento de síndromes gripais e casos de Covid-19 não é realizado nas unidades regulares, esse atendimento continua sendo realizado pelas unidades sentinelas.

Há mais de dois anos, a Rede de Saúde de Palmas tem sido destaque pela atenção básica no ranking nacional do Smart Cities. Um dos fatores cruciais é a capacidade, segundo a pesquisa, de cobertura de 100% pela atenção básica.

Como obter o serviço?

Para ter acesso ao acompanhamento domiciliar o paciente pode procurar seu Agente Comunitário de Saúde ou sua USF de referência para planejamento adequado de cada caso.

A necessidade de atendimento é avaliada pela equipe de saúde da família, que fornece serviço amplo, realiza vacinação, inclusive o imunizante contra a Covid-19, troca de curativos, aplicação de medicamentos, aferição de sinais vitais e renovação de receitas.