Prefeitura e moradores se reúnem para formalizar associação do Residencial Leblon

Secretaria de Habitação

Autor: Eliene Campelo | Publicado em 06 de junho de 2019 às 11:26

Reuniões são para preparar os moradores para a mudança para o condomínio

Na noite desta quarta-feira, 05, as 128 famílias que irão morar no Residencial Leblon se reuniram para definir a diretoria da Associação de Moradores do condomínio e formalizar o Regimento Interno com todas as regras de convivência a serem adotadas pelos condôminos.  No encontro, que aconteceu na Escola de Tempo Integral (ETI) Almirante Tamandaré, ficou definido que as famílias irão passar por um treinamento com o Corpo de Bombeiros na próxima semana para formar uma brigada de incêndios.

 

“Todas essas etapas de preparação dos moradores antes da mudança são muito importantes e devem ser realizadas com muito cuidado e supervisão da Prefeitura, como estamos fazendo. Eles formaram hoje a associação, vamos oficializar em cartório, abrir uma conta corrente, fazer o curso de brigadistas e assim sucessivamente até o momento de receber as chaves, tudo bem certinho e regulamentado”, explica a secretária executiva de Habitação, Sabrina Machado.

 

“Eu me coloquei como candidata a presidente porque sei que sem a associação não vamos poder mudar, não depende só da Prefeitura, nós moradores temos que fazer a nossa parte. Então, como presidente eleita, vou dar andamento nos processos e assim poderemos morar no residencial”, disse a presidente da Associação de Moradores do Residencial Leblon, Gecileide Lira.

 

No Regimento Interno os moradores votaram e aprovaram tópicos como uso de áreas comuns, uso de churrasqueira, acesso dos moradores e visitantes, estacionamento, festas e reuniões, pinturas e reformas nos apartamentos, uso de equipamentos de som nas dependências do prédio e outros. O regimento ainda não foi finalizado e terá sua formatação concluída na próxima reunião dos moradores.


“Eu quero saber se posso instalar redes de proteção, pois tenho uma netinha de três aninhos e ela é muito ativa, não para quieta, estou com medo de acidentes”, contou a moradora Joseli de Souza.

 

Residencial Leblon

 

O empreendimento foi financiado pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) - Meta 3 - e custou cerca de R$ 5 milhões, dos quais 50% foram custeados pelo Governo Federal e 50% pela Prefeitura de Palmas.

 

O Residencial Leblon está localizado na Arse 111 e conta com 128 unidades de 39,70m² distribuídas em cinco blocos em um terreno de 8.036,19m². Toda a infraestrutura do condomínio está pronta desde a pavimentação asfáltica, rede de drenagem pluvial, rede de fornecimento de energia, de água tratada e de coleta de esgoto.

 

A Associação de Moradores do Residencial Leblon ficou composta da seguinte forma

 

- Gecileide Lira - Presidente

- Graziela Alves - Vice-presidente

- Érica Barros – 1ª Secretária

- Osias Freire – 2º Secretário

- Elaine Alves - Tesoureira

 

  

 

 

Revisão e postagem: Iara Cruz