Prefeitura sorteia 120 unidades habitacionais entre os pré-selecionados do Residencial Barra da Tijuca

Secretaria de Habitação

Autor: Deni Rocha | Publicado em 29 de outubro de 2019 às 18:25

Na ocasião foram assinados dois convênios para garantir ações sociais no Jardim Vitória I e Recanto das Araras II


“Todos vocês pré-selecionados do Residencial Barra da Tijuca estarão nas suas casas antes do Natal”, declarou a prefeita Cinthia Ribeiro na tarde desta terça-feira, 29, durante os sorteios das 120 unidades habitacionais que estão em fase de acabamento na Arse 132. 

 

Durante o sorteio, a gestora municipal garantiu que todos os trâmites serão acelerados pela Secretaria Municipal de Habitação para que termine a espera de mais de 10 anos pelo sorteio dos apartamentos. “A nossa política habitacional é umas das políticas públicas mais eficientes, com ela podemos levar dignidade, garantia da moradia às pessoas que mais precisam. Os moradores do Residencial Barra da Tijuca sairão desta reunião sabendo exatamente onde vão morar”, assegurou Cinthia Ribeiro. 

 

Contemplada na seleção e agora no sorteio da unidade, Naiara Souza do Nascimento, ressaltou que foram 12 anos de espera e que recebe com grata surpresa a notícia que se mudará ainda este ano. “Estou muito feliz, sair do aluguel é um sonho que tenho há muito tempo, e conseguir realizar isso antes do Natal será muito especial. Acho que não vou conseguir dormir essa noite”, disse logo após o sorteio.

 

Já a superintendente da Caixa Econômica Federal, Silvana Martins Melo, expressou que a parceria entre a Caixa e o Município de Palmas tem se tornado cada vez mais forte para transformar a vida das pessoas. “Essa parceria fornece um lar, contribui com a geração de renda de cada morador. Hoje estamos aqui para contribuir com a eficiência da gestão pública que acontece para atender a quem precisa”. 

 

Convênios

 

Antes do sorteio Cinthia Ribeiro assinou dois convênios com a Caixa Econômica Federal no valor de R$ 1.177.500,00 para realização de ações sociais com as 1.000 famílias que serão contempladas nos empreendimentos Jardim Vitória I e Recanto das Araras II. Esse total será investido em atividades e palestras sobre as regras de convivência em comunidade.

 

Segundo a Secretaria de Habitação, esse recurso atenderá demandas previstas no  Programa Minha Casa Minha Vida (MCMV), que determinam que sejam oferecidas atividades sobre as diversas formas de viver em comunidade, noções de segurança e saúde, uso da unidade habitacional, além de cursos profissionalizantes para geração de emprego e renda, entre outras ações.

 

A pasta destaca ainda que essas ações, contratadas por meio de licitação são realizadas em parceria com o Governo Federal e a Prefeitura de Palmas, tendo como agente financeiro a Caixa Econômica Federal, sem ônus para os beneficiários.

 

O secretário de Habitação, Fábio Frantz destacou que a Sehab acompanhará toda a programação para garantir a excelência na prestação dos serviços, essencial para que os beneficiários dos empreendimentos Jardim Vitória I e Recanto das Araras II tenham condições de se desenvolverem social e economicamente.

 

Frantz explica ainda que esse acompanhamento é feito para que sejam cumpridas as disposições da portaria do Governo Federal que visa promover a participação dos beneficiários nos processos de decisão, implantação, manutenção e acompanhamento dos bens e serviços previstos, a fim de adequá-los às necessidades e à realidade local e ainda estimular a plena apropriação pelas famílias beneficiárias.

 

O secretário afirma que o convênio busca fomentar processos de liderança, a organização e a mobilização comunitária, contribuindo para a gestão democrática e participativa dos processos implantados, além de estimular o desenvolvimento da cidadania e dos laços sociais e comunitários, bem como apoiar a implantação da gestão condominial quando as habitações forem produzidas sob essa modalidade.

 

Por fim, “objetiva articular as políticas de habitação e saneamento básico com as políticas públicas de educação, saúde, desenvolvimento urbano, assistência social, trabalho, meio ambiente, recursos hídricos, segurança alimentar, segurança pública, entre outras, para promover a efetivação dos direitos e o desenvolvimento local”, ressaltou Frantz.

 

 




Edição: Lorena Karlla