Procon Municipal encontra altas variações no preço de materiais para construção civil da Capital

Procon Palmas

Autor: Ascom Procon Palmas | Publicado em 23 de maio de 2024 às 15:18

Órgão visitou oito estabelecimentos na cidade e observou alterações nos preços de 44 itens

Procon Municipal de Palmas realizou um levantamento de preços para os consumidores que estão construindo ou reformando e desejam economizar na compra dos itens mais procurados nas lojas de construção civil. Os fiscais do órgão percorreram oito estabelecimentos na Capital, entre os dias 17 a 22 de maio e constataram a variação dos preços de 44 itens.  A pesquisa identificou, por exemplo, o pacote de argamassa para porcelanato de 20 quilos com preços cuja diferença chega a 170%, variando de R$ 14,00 a R$ 37,90 o pacote. Já a variação de preços do milheiro do tijolo chegou a 25%, sendo encontrado pelo preço mais baixo é de R$ 1.200,00, o mais alto chega a R$ 1.500,00.

 

Quem estiver procurado por areia lavada, 5 m³ do insumo foram encontrados pelo menor preço de R$ 445 e o maior de R$ 600. A caixa de água de 1.000 litros está com preços que vão de R$ 410 a R$ 649. O quilo do gesso foi encontrado nos estabelecimentos visitados de R$ 2,00 a R$ 6,20. A massa corrida de 20 quilos está variando entre R$ 28,90 a R$ 61,00. O preço do saco de cimento de 50 quilos foi encontrado pelo menor preço de R$ 43,90 e o maior R$ 48,90.

 

Segundo o secretário-executivo do Procon Municipal de Palmas, Rafael Dias, analisar os valores antes de efetuar a comprar ajuda na economia de custos com a obra. "As pesquisas que realizamos têm mostrado que as informações facilitam a tomada de decisão dos consumidores possibilitando a escolha financeira mais vantajosas para ele”, informa. A lista completa com produtos e estabelecimentos pesquisados pode ser conferida aqui.