Profissionais da saúde receberão capacitação sobre encaminhamentos de idosos para Geriatria

Fundação Escola de Saúde Pública de Palmas

Autor: Elionay Carvalho - estagiária sob supervisão da Diretoria de Jornalismo da Secom | Publicado em 24 de maio de 2024 às 16:23

Qualificação é a fase quatro da pesquisa-ação como estratégia de integração entre a Atenção Primária e Secundária de Palmas

Na próxima terça-feira, 28, começam os encontros dos seminários integrativos "Geronto em ação" direcionados para capacitar os profissionais da Saúde Pública de Palmas e ampliar a qualidade dos serviços ofertados e otimizar os gastos públicos direcionados à Saúde do Idoso. O objetivo da capacitação é melhorar o preenchimento dos protocolos de encaminhamentos da Atenção Primária para a Geriatria e, desta maneira, garantir direcionamento apenas os pacientes que realmente precisam do atendimento especializado em Geriatria. 

No total, estão previstos para acontecer seis encontros, dois por dia, das 8h às 12h e das 14h às 18h. O curso será realizado no Instituto 20 de Maio de Ensino, Ciência e Tecnologia (IVM), localizado na Avenida Teotônio Segurado, Quadra ACSU-SE 60 (602 Sul). A capacitação faz parte de "Pesquisa-ação como estratégia de integração entre a Atenção Primária e Secundária em Saúde do Idoso no Município de Palmas", foi submetida e aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) da Fundação Escola de Saúde Pública de Palmas (Fesp).

A médica geriatra, pesquisadora, bolsista do Núcleo de Práticas Baseadas em Evidências Científicas (Nupec) da Fesp e professora de Medicina da Universidade Federal do Tocantins (UFT), doutora Paula Fleury Curado, explica que a pesquisa surgiu da demanda do Município. "Esta capacitação faz parte de uma pesquisa que a gente está fazendo no Município. Surgiu de demandas acerca do agendamento, das necessidades do atendimento ao idoso na Atenção Especializada. Percebemos, enquanto geriatras, que muitos casos encaminhados poderiam ter sido resolvidos na Atenção Primária."

A pesquisadora ainda destaca que a qualificação "Geronto em Ação" é a fase quatro da pesquisa-ação. "A pesquisa é dividida em seis fases. Esta é a fase quatro, na qual será feita uma intervenção, que é a ação, por isso chama-se Geronto em Ação. Vamos intervir com as equipes da Atenção Primária. Inicialmente, são só médicos e enfermeiros para entendermos dentro dos temas elencados qual é a maior demanda deles, quais são as dificuldades que eles têm em atender o idoso."

 

Método

As aulas serão realizadas em metodologias ativas. Haverá discussão em rodas de conversas, rolling play, ou seja, os profissionais irão descrever as suas percepções ao se colocar no lugar dos pacientes, avaliação de casos clínicos e assim por diante. 

Segundo a professora, os temas que irão ser abordados na capacitação são resultados dos encaminhamentos feitos pelos próprios profissionais da Atenção Primária para o geriatra. Além disso, foi realizado um levantamento no Sistema Nacional de Regulação (Sisreg) de quais foram as demandas mais frequentes, quais temas foram mais pedidos nas consultas dos anos de 2018, 2019, 2020 e 2021 e a partir disso foram destacados tópicos que vão ser discutidos na capacitação. 

 

Grupo de pesquisa

Além da pesquisadora Paula Fleury Curado, o grupo de pesquisa é composto também pela enfermeira e professora de medicina da UFT, doutora Maria Sortênia Alves Guimarães, pela enfermeira e mestranda da UFT, Daliana França de Sousa, e pelos acadêmicos de medicina da UFT Camille Bastos Persiano, Guilherme da Silva Oliveira e Kaio Alexandre da Silva Carvalho.


Cronograma de encontros

1° e 2° encontros - manhã e tarde (28/05)

  • Doença de Alzheimer
  • Hipertensão Arterial

3° e 4° encontros - manhã e tarde (13/06)

  • Episódios depressivos
  • Sequelas do AVC

5° e 6º encontros - manhã e tarde (27/06)

  • Tontura e queda
  • Dor crônica