Profissionais de saúde recebem capacitação sobre o suporte avançado de atendimento ao paciente com Covid-19

Fundação Escola de Saúde Pública

Autor: Redação Fesp | Publicado em 28 de abril de 2020 às 15:02

O curso para atualização no suporte avançado de atendimento ao paciente iniciou na manhã desta quarta-feira, 28

Todos profissionais de saúde que integram as equipes de referência na Rede de Atenção à Saúde de Palmas irão passar pelo treinamento do Manejo Clínico da Covid-19. A primeira turma composta por médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem que atuam nas Unidades de Pronto Atendimento Norte e Sul (Upas) iniciou na manhã desta terça-feira, 28, o curso para atualização no suporte avançado de atendimento ao paciente.



O médico que atende na UPA Norte de Capital, Sóstenes Michael Carreiro Silva, conta que participar do treinamento foi muito importante, devido às limitações e dificuldades no dia a dia na prática do trabalho. Segundo o profissional, o curso trouxe com clareza os métodos de paramentação e desparamentação do profissional, de como intubar o paciente e conduzir este paciente intubado e do uso dos parâmetros ideais na ventilação no doente. “Desde que surgiram os primeiros alertas da Covid-19 e os primeiros casos em Palmas, nós profissionais de saúde começamos a nos resguardar, buscando sempre se atualizar de novos conhecimentos e procedimentos, embora ainda seja pouco conteúdo disponível sobre o coronavírus. Com esta capacitação que abordou também os cuidados de contágio da equipe, tivemos mais informações de como nos cuidar melhor, evitando a contaminação da equipe e também dar mais suporte ao paciente, buscando um cuidado melhor e mais especial a ele”, avaliou.



O especialista em Terapia Intensiva, Nairo José de Sousa Júnior, que já atua há vários anos em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e integra a equipe de tutores do treinamento, relata que os profissionais da rede de saúde de Palmas já têm expertise no atendimento adequado ao paciente, mas a capacitação traz as novas recomendações dos órgãos de saúde para evitar a transmissão do vírus entre os profissionais. “Estamos repassando técnicas que possam proteger os colaboradores. Desde a paramentação e desparamentação dos profissionais e a realização correta dos procedimentos de suporte avançado à vida foram apresentados no decorrer do curso. De forma prática, mostramos também os procedimentos para reconhecer a insuficiência respiratória e fornecer a melhor estratégia protetora de ventilação pulmonar ao paciente de Covid-19”, pontuou o especialista.

 

  

Para a chefe de Educação Permanente em Saúde da Fundação Escola de Saúde Pública de Palmas (Fesp), Socorro Sarmento, o treinamento é mais uma iniciativa da Gestão Municipal para apresentar os fluxos de manejo clínico e operacional da Covid-19 com ênfase nos serviços de atenção especializada (urgência e emergência hospitalar e não hospitalar). “Aproveitamos a capacitação e apresentamos formas de prevenção de traumas psicológicos que possam interferir na saúde mental dos profissionais que atenderem aos pacientes diagnosticados com o Covid-19”, salientou.

 

  

O secretário de Saúde de Palmas, Daniel Borini, lembra que os profissionais que compõem a Rede de Saúde da Capital, recebem constantemente capacitações e treinamentos para o atendimento adequado ao usuário do Sistema Único de Saúde (SUS), mas em virtude do avanço nos casos de infecção por coronavírus no País, a gestão decidiu ampliar os cuidados, atualizando então todos os profissionais da rede para o enfrentamento da pandemia por meio da capacitação. “O treinamento integra uma série de ferramentas educacionais que estão em produção para ajudar no combate à pandemia”, esclarece o gestor.


 

Do treinamento

 


Inicialmente, a capacitação será destinada aos profissionais das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da região Sul e região Norte de Palmas e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Em seguida, será estendida aos servidores da Atenção Primária, dos Centros de Saúde da Comunidade (CSCs).


 

O treinamento será realizado no Instituto Vinte de Maio, observando todas as recomendações da Organização Mundial da Saúde sobre aglomeração de pessoas, distanciamento e uso de máscaras. A organização do curso disponibilizará também locais para lavagem das mãos, álcool em gel 70% e toalhas de papel descartáveis.