Profissionais do Samu recebem capacitação sobre ‘Acidentes com exposição a material biológico’

Secretaria da Saúde

Autor: Redação Semus | Publicado em 16 de agosto de 2019 às 09:23

Todo acidente com material biológico pode ser grave e necessita da avaliação no serviço de saúde

Os profissionais socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Palmas estão sendo capacitados durante esta semana para prevenir ‘Acidentes com exposição a material biológico relacionado ao trabalho’. O curso que trata da aplicação de medidas de proteção à segurança e à saúde dos trabalhadores dos serviços de saúde já capacitou mais de 40 profissionais da rede e o objetivo é prevenir acidentes e orientar os procedimentos em caso de contato do profissional de saúde com material biológico e risco de contaminação.

 

Para a enfermeira que atua há mais de 12 anos na unidade móvel de urgência, Jessimira Pitteri, esse tipo de instrução é essencial para o cuidado do profissional. "Para nós que trabalhamos na ambulância mesmo tendo todos os cuidados necessários, mas por causa do movimento da ambulância, estamos potencialmente expostos à ampla variedade de doenças”, lembra a profissional.  A enfermeira ainda elogia o novo protocolo falando sobre sua praticidade. “É muito eficiente, pois diferente do antigo, é bem objetivo e menor, e explica como e onde a gente tem que procurar as informações em caso de dúvidas”, observa.

 

O instrutor do curso o médico Frederico Leão da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) fala que a forma que o profissional está sendo capacitado contribui para reduzir as chances de uma contaminação em um procedimento com o paciente. "Estamos fazendo esse curso com os trabalhadores do Samu para orientá-los a respeito do que fazer em relação a um caso de acidente, principalmente se ocorrer consigo mesmo, ou com outro colega de trabalho, buscando sempre diminuir os riscos de uma contaminação”, ressalta.

 

De acordo com Frederico Leão, a mesma capacitação foi dada aos profissionais que atuam nas Unidades de Pronto atendimento (UPAs) Norte e Sul. “Nós fizemos o mesmo tipo de trabalho nas UPAs Norte e Sul para que eles também tenham conhecimento sobre o novo protocolo que trata dos acidentes por material biológico e das novas orientações de manejo”, completou.

 

 

Revisão e postagem: Iara Cruz