Projeto ‘Vovô e Vovó Socorrista’ orienta mais de 60 idosos atendidos pelo CSC da Arno 41

Secretaria da Saúde

Autor: Redação Semus | Publicado em 12 de abril de 2019 às 11:55

Os idosos também foram imunizados contra a influenza

Mais de 60 idosos compareceram na manhã desta sexta-feira, 12, na praça da quadra Arno 31, para aprender a como identificar situações de emergência e como realizar os primeiros socorros. A ação fez parte do projeto “Vovô e Vovó Socorrista”, desenvolvido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) que procurou o Centro de Saúde da Comunidade da Arno 41 para realizar a atividade junto ao grupo de idosos atendidos pela unidade.  Na oportunidade, os idosos que levaram os cartões do Sistema Único de Saúde e de vacinas foram imunizados contra a influenza.

 

O aposentado Manoel Abadia da Luz, 60 anos, ouviu atentamente às orientações da enfermeira socorrista do Samu, Simone Sampaio. “Eu nunca passei por uma situação de ter que socorrer alguém, mas já me socorreram. Tive problemas com espasmos e na hora meu filho me socorreu e vi que é muito importante ter alguém nessas horas que saiba o que fazer”, disse o aposentado.

 

A dona Creusa Maria de Jesus Monteiro, 59 anos, tirou várias dúvidas sobre primeiros socorros. “Às vezes a gente pode se encontrar numa situação assim e não saber o que fazer. Agora pelo menos eu tenho noção de como agir enquanto o socorro do Samu está a caminho”, afirmou.

 

A enfermeira do CSC da Arno 41, Roseneide Brasil, destacou que toda segunda sexta-feira do mês, realiza ações de promoção de qualidade de vida junto aos idosos das quadras Arnos 31, 32 e 41 que compreendem a área de abrangência da unidade. “O grupo já existe há quatro anos, envolve a participação de uma equipe multiprofissional, e a gente faz essas atividades uma vez por mês em parceria com a Maçonaria, e o objetivo é promover qualidade vida, trabalhar temas voltados à prevenção, como os primeiros socorros que é um tema importante para conhecimento de todos”, ressaltou.

 

 

Roberto Martins Leite, 69 anos, aposentado e também voluntário da Maçonaria, aproveitou a oportunidade para se imunizar contra a influenza. “Essa ação é muito válida de trazer mais conhecimentos, podemos um dia precisar socorrer alguém. Sou participante assíduo do grupo e hoje além das orientações, ainda tem a vacinação”, disse.

 

O projeto tem como proposta mostrar aos idosos como acionar o serviço médico de emergência através do 192 e ainda como iniciar manobras de primeiros socorros fundamentais para a sobrevida da vítima, enquanto o socorro chega. Foram demonstradas manobras de primeiros socorros para situações de desmaio, parada cardiorrespiratória, convulsão, quedas, engasgo e queimadura.