Representante do governo federal conhece programas de residências em saúde de Palmas

Fundação Escola de Saúde Pública

Autor: Redação Fesp | Publicado em 15 de setembro de 2021 às 15:45

No roteiro, está prevista a apresentação dos nove programas que fazem parte do PIRS

Nesta quinta-feira, 16, a Prefeitura de Palmas receberá a visita da representante da Coordenação Geral de Residências em Saúde do Ministério da Saúde, Alessandra Castro, para conhecer os programas de residência desenvolvidos pela Fundação Escola de Saúde Pública de Palmas (Fesp). No roteiro, está prevista a apresentação dos nove programas que fazem parte do Plano Integrado de Residências em Saúde (PIRS) em um percurso que inclui a Vigilância Sanitária de Palmas, Caps AD III e a Unidade de Saúde da Família da 403 Norte.

A visita foi articulada durante o lançamento do Plano Nacional de Fortalecimento das Residências do Ministério da Saúde, ocorrido em Brasília (DF), no dia 15 de julho deste ano. A presidente da Fesp, Marttha Franco Ramos, esteve presente no evento e aproveitou a oportunidade para falar sobre o trabalho que é realizado pela Fundação em Palmas.

Segundo Marttha Franco Ramos, a Fesp tem se tornado referência nacional em residências na área da saúde por causa da qualidade dos programas que são oferecidos na Capital. “Estamos muito felizes porque, certamente, é uma oportunidade de conseguir apoio para ampliar as nossas residências e torná-las ainda mais robustas e reconhecidas”, comemorou.

No lançamento do Plano Nacional, a secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério, Mayra Pinheiro, anunciou a ampliação dos recursos destinados às residências que são executadas no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) nos municípios brasileiros.

Para o ano de 2022, está prevista a liberação de R$ 1, 433 bilhão que serão aplicados para aumentar o número de especialistas e assim elevar a qualidade dos serviços prestados à população. A secretária afirmou ainda que para efetivar esse fortalecimento das residências é necessário estabelecer parcerias com as instituições nos municípios.

 

PIRS

O Plano Integrado de Residências em Saúde da Fesp foi criado há sete anos e já formou cerca de 335 residentes em diversas áreas de atuação, como Medicina de em Saúde da Família e Comunidade (SFC), Multiprofissional em SFC, Multiprofissional em Saúde Mental, Multiprofissional em Saúde Coletiva, Enfermagem Obstétrica, Clínica Integrada de Adultos, Medicina Veterinária, Medicina em Patologia e Oftalmologia. Em 2021, ingressaram nesses programas aproximadamente 100 residentes por meio de processo seletivo.

O PIRS é um instrumento de ensino e formação em serviço da gestão municipal do SUS cujo objetivo principal é formar profissionais da saúde por meio da indução e do apoio ao desenvolvimento dos processos de qualificação. Cabe também ao PIRS estimular a formação de profissionais e docentes de elevada qualificação técnica, científica, tecnológica e acadêmica.