Residentes da Fesp falam sobre notificação dos agravos no trabalho para servidores do HGP

Fundação Escola de Saúde Pública

Autor: Redação Fesp | Publicado em 04 de outubro de 2022 às 11:20

Curso segue até dia 18 de outubro e vai tratar sobre os diferentes tipos de acidente no ambiente profissional

Os residentes em Saúde Coletiva da Fundação Escola de Saúde Pública de Palmas (Fesp) Márcio José Fernandes e Dhullya Resende estão ministrando, ao lado da enfermeira do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) da Secretaria da Saúde (Semus), Larissa Meneses e da médica Thaís Morais, o curso de qualificação sobre ‘Notificação dos agravos relacionados ao trabalho’ para servidores do Hospital Geral de Palmas (HGP). Iniciado nessa segunda-feira, 3, o curso segue até dia 18 de outubro e vai trazer temas como intoxicação exógena relacionada ao trabalho (substâncias tóxicas), acidentes de trabalho, no geral, e com exposição a material biológico.

Nesta terça-feira, 4, o foco foi Acidente de Trabalho com Exposição a Material Biológico (Atemb) e atendeu os servidores do Núcleo de Vigilância Epidemiológica Hospitalar (NVEH). De acordo com a coordenadora do NVEH do HGP, Luciana Cuellar, o acidente de trabalho está entre os três principais agravos de notificação compulsória. “A gente trabalha com busca ativa de pacientes em todo o hospital e o curso vem melhorar a qualidade da informação, das notificações e o feedback que a gente dá para a vigilância municipal em relação aos agravos”, disse.

“Estamos capacitando as equipes em relação ao preenchimento da notificação para que não haja subnotificação de agravos e, assim, possamos ter um melhor acompanhamento dos casos. Hoje fizemos somente com a servidores da epidemiologia com foco no material biológico, mas ainda vamos trabalhar com outros agravos como intoxicação exógena [substâncias tóxicas] e acidente de trabalho de forma geral”, pontuou a enfermeira do Cerest, Larissa Meneses.

Participam ainda, servidores do Núcleo de Atenção à Segurança e Saúde do Trabalhador (NASST) do hospital e a coordenadora do Cerest, Betânia Cangussu.

 

Acidente de trabalho com Exposição a Material Biológico 

De acordo com o Cerest, considera-se acidente de trabalho com exposição a material biológico (Atemb) todo caso ocorrido com quaisquer categorias profissionais, envolvendo exposição direta ou indireta do trabalhador a material biológico (orgânico) potencialmente contaminado por patógenos (vírus, bactérias, fungos, príons e protozoários), por meio de material perfuro-cortante ou não.

 

O que fazer?

A biomédica residente Dhullya Resende explicou aos participantes como preencher corretamente a notificação no sistema Notifica SUS, enquanto o odontólogo residente Márcio José esclareceu os protocolos a serem adotados em caso de acidente. São eles:

- Cuidar da lesão;
- Solicitar atendimento;
- Classificar o risco como urgência (amarelo ou vermelho);
- Testar IST;
- Profilaxia HIV / Hepatites B e C;
- Notificar acidente de trabalho.

 

Texto: Redação Fesp
Edição: Secom Palmas