Residentes de Palmas usam as redes sociais para falar de saúde

Fundação Escola de Saúde Pública

Autor: Redação Fesp | Publicado em 17 de junho de 2020 às 16:47

São criados conteúdos informativos sobre temas variados que podem ajudar a melhorar a qualidade de vida neste momento

Durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), os residentes do Programa de Residência em Saúde da Família e Comunidade, oferecido pela Fundação Escola de Saúde Pública de Palmas (Fesp), aproveitaram o  aumento no número de pessoas que passaram a utilizar mais a internet em busca de informações de cuidados com a saúde, para criar conteúdos informativos sobre temas variados que podem ajudar a melhorar a qualidade de vida neste momento. 

 

Em diferentes áreas de atuação, os residentes se dividem na produção e elaboração dos conteúdos que estão sendo disponibilizados em contas do Facebook, Instagram e também compartilhados pelo aplicativo do Whatsapp. A residente e fisioterapeuta Mariana Rafaela explica que o materiais postados são relacionados à assuntos ligados a cada categoria profissional dos residentes. “No grupo tem odontólogos, farmacêuticos e nutricionistas, então procuramos dividir os temas que estão mais relacionados a cada profissão.  De forma lúdica e prática buscamos repassar dicas de saúde para que as pessoas entendam fácil e possam fazer em casa”, conta.

 

Mariana lembra ainda que muitas pessoas, inclusive pacientes que são acompanhados nos Centros de Saúde da Comunidade da rede em Palmas, procuram ambientes virtuais para expor experiências, dúvidas, opiniões e emoções buscando dar ou receber apoio. “Acreditamos que estes ambientes virtuais podem trazer alguns benefícios terapêuticos, como um suporte emocional, maior adesão aos tratamentos, compartilhamento de informação sobre as doenças e obtenção de experiências de vida”, avalia.

 

O residente e odontólogo Lucas de Freitas Dall'Agnol aproveitou o mês que é conhecido como Junho Violeta, dedicado à valorização das pessoas idosas, combate à discriminação e a violência contra os mais velhos para produzir conteúdos específicos para o grupo da melhor idade.

 

Em sua última postagem, o odontólogo abordou sobre a importância dos cuidados com a saúde bucal, que segundo ele, devem receber atenção diária. O especialista ressalta que na terceira idade esses cuidados devem ser redobrados, pois assim como todo o corpo, existem fatores que contribuem para o enfraquecimento dos dentes e da gengiva. “Acredita-se que a prótese bucal é uma consequência natural do envelhecimento. É preciso mudar essa cultura e adotar os devidos cuidados para que seja possível chegar na terceira idade sem utilizá-la”, orienta.

 

O projeto é composto pelos profissionais Lucas Dall'Agnol, Jacineide Silva, Mariana Barros, Mariana Rafaela, Matheus Henrique, Naianny Vieira.


Para acompanhar todas as produções dos residentes basta seguir o perfis onde estão sendo postados os conteúdos. Siga os perfis abaixo, acompanhe e compartilhe com outras pessoas:

 

Instagram: @susemcasa


Facebook: /FundacaoFesp