Residentes em Saúde Coletiva participam de curso sobre notificação dos principais agravos

Fundação Escola de Saúde Pública

Autor: Redação Semus | Publicado em 06 de agosto de 2019 às 08:55

A formação consiste em aulas teóricas e práticas supervisionadas

Como parte da formação do programa de Residência Multiprofissional em Saúde Coletiva, ofertado pela Fundação Escola de Saúde Pública de Palmas (Fesp), os residentes passarão nos próximos dias por uma imersão sobre os principais agravos de notificação para que os mesmos sejam multiplicadores nos serviços da rede municipal onde atuam.

 

A parte teórica da capacitação acontece nesta quarta, 07, e sexta, 09, das 19 às 21 horas. Já a parte prática da formação acontecerá nos dias 12 a 16 de agosto nos períodos matutino e noturno na Unidade de Pronto Atendimento Sul (Upa Sul), e nos dias 26 a 30 de agosto, a formação acontecerá nos períodos matutino e noturno na Upa Norte. “Durante as visitas nas Upas, os residentes irão multiplicar a formação aos profissionais do serviço, de forma supervisionada”, explica a enfermeira e coordenadora da Residência Multiprofissional em Saúde Coletiva, Nadja de Oliveira Figueiredo.

 

Nadja ressalta que a Vigilância Epidemiológica é o principal campo de cenário de prática da Residência Multiprofissional em Saúde Coletiva. “É uma modalidade de especialização que através do ensino em serviço busca formar profissionais especialistas com as competências em Gestão, Vigilância, Educação em Saúde e Atenção, que são necessárias para a atuação do profissional no SUS. Daí essa parceria entre Fesp e Semus, com a proposta de capacitar os residentes do programa para serem facilitadores nos processos de formação dos profissionais de saúde dos serviços da rede em notificação compulsória”, explica.

 

 

Revisão e postagem: Iara Cruz