Saúde alerta sobre cuidados para evitar acidentes com escorpiões

Secretaria da Saúde

Autor: Redação Semus | Publicado em 05 de julho de 2019 às 11:27

 Eles podem sobreviver vários meses sem alimento e mesmo sem água, o que torna seu combate muito difícil

As altas temperaturas da cidade de Palmas podem acabar influenciando na presença de animais peçonhentos nas residências e em especial o escorpião. Para evitar possíveis acidentes, a Unidade de Vigilância e Controle de Zoonoses de Palmas (UVCZ) dá dicas para que a população tome os cuidados necessários para que incidentes com esses animais sejam evitados.

 

O biólogo da UVCZ, Anderson Brito, esclarece que para evitar que escorpiões procurem abrigo dentro das casas é fundamental manter os quintais e jardins limpos, não acumular folhas secas e entulhos e buscar não acumular lixo para evitar também outros insetos como a barata. “Escorpiões e aranhas são predadores naturais das baratas e onde houver muitas baratas acaba atraindo animais peçonhentos que buscam por comida e abrigo”, explicou o biólogo.

 

Mesmo com o quintal limpo, o biólogo aconselha vedar frestas, vãos, buracos, colocar soleira nas portas, trocar ralos do banheiro por um que abre e fecha ou colocar tapete de borracha sobre o ralo para que eles não subam da fossa atrás de pequenos insetos. “Os escorpiões têm hábitos noturnos e, durante o dia, escondem sob cascas de árvores, pedras e dentro de domicílios, principalmente em sapatos. Podem sobreviver vários meses sem alimento e mesmo sem água, o que torna seu combate muito difícil”, completou o especialista.

 

Acidente com picada

 

A pessoa deve ser levada imediatamente até um Pronto Atendimento de Urgência e Emergência ou hospital para conter o veneno e iniciar o tratamento. O ideal é fazer uma compressa de gelo que ameniza a ação do veneno e, se possível, levar o escorpião morto ou vivo para que seja feito o tratamento adequado e identificado pela Unidade de Vigilância e Controle de Zoonoses.