Saúde orienta sobre cuidados com a dengue no período chuvoso

Secretaria da Saúde

Autor: Redação Semus | Publicado em 26 de novembro de 2021 às 11:51

Ações de eliminação dos focos do Aedes aegypti devem ser intensificadas com o início das chuvas

Para evitar a transmissão da dengue, febre amarela, zika e chikungunya, a Secretaria de Saúde de Palmas alerta a população sobre a importância de intensificar as ações de eliminação dos focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor dessas doenças.

Com o início do período chuvoso, a equipe de agentes de combate às endemias da Unidade de Vigilância e Controle de Zoonoses (UVCZ) da Capital convoca todos os moradores para reservar um tempo durante a semana para que seja feito rastreamento de todos os espaços da residência verificando os possíveis criadouros de focos do mosquito transmissor.

A bióloga da UVCZ Amanda Alexandrino Carvalho Araujo lembra que a rotina de visita dos agentes de endemias aos domicílios para vistoriar e buscar focos do mosquito foi intensificada nas últimas semanas. "Além da inspeção, nossos agentes buscam também orientar os moradores sobre a necessidade de eliminar recipientes que não são de uso contínuo e lavar bem os que são de uso contínuo, entre outras iniciativas que ajudam na prevenção das doenças", conta a profissional.

Conforme dados da Secretaria de Saúde, o município já possui de janeiro a setembro de 2021, 3.514 casos notificados, sendo que 1.716 foram confirmados, número que representa um aumento de 48% em relação ao ano de 2020, cujo quantitativo foi de 1.770 notificados e 484 confirmados para dengue. O número de casos vem preocupando a rede de monitoramento das arboviroses de Palmas.

Como evitar a proliferação do Aedes aegypti

- Evite usar pratos nos vasos de plantas. Se usá-los, coloque areia até a borda;

- Guarde garrafas com o gargalo virado para baixo;

- Mantenha lixeiras tampadas;

- Deixe os depósitos d’água sempre vedados, sem qualquer abertura, principalmente as caixas d’água;

- Plantas que acumulam água devem ser evitadas;

- Trate a água da piscina com cloro e limpe-a uma vez por semana;

- Mantenha ralos fechados e desentupidos;

- Lave com escova os potes de comida e de água dos animais no mínimo uma vez por semana;

- Retire a água acumulada em lajes;

- Dê descarga, no mínimo uma vez por semana, em banheiros pouco usados;

- Mantenha fechada a tampa do vaso sanitário;

- Evite acumular entulho, pois ele pode se tornar local de foco do mosquito da dengue;

- Denuncie a existência de possíveis focos de Aedes aegypti para a UVCZ.

Sintomas da dengue

- Febre alta com início súbito;

- Dor de cabeça;

- Dor atrás dos olhos (que piora com o movimento);

- Manchas e erupções na pele;

- Cansaço extremo;

- Dores nas articulações;

- Náuseas;

- Vômitos.