Segundo Seminário da Infância traz dados sobre violência doméstica e humanização do atendimento

Secretaria do Desenvolvimento Social

Autor: Eliene Campelo | Publicado em 29 de novembro de 2019 às 22:48

Mais de 80 conselheiros tutelares participaram da capacitação realizada pela Defensoria Pública do Tocantins

Um intenso debate e apresentação de dados sobre Infância e Violência Doméstica marcaram o 2º Seminário da Infância realizado nesta sexta-feira, 29, na sede da Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO), em Palmas. A programação fez parte do encerramento da capacitação de 82 conselheiros tutelares que tomarão posse no dia 10 de janeiro de 2020. A Prefeitura de Palmas atuou como parceira na capacitação promovida pela DPE.

 

“Além dos 20 conselheiros tutelares eleitos em Palmas,, também participaram os conselheiros dos municípios vizinhos como Aparecida do Rio Negro, Miracema, Santa Tereza, Paraíso e Figueirópolis. Esta é mais uma etapa preparatória realizada com sucesso. Estas pessoas irão lidar com nossas crianças e adolescentes, protegendo-os e assegurando que seus direitos sejam respeitados”, explicou o superintendente de Controle Social e Política Pública.


“Todas as áreas que abrangem a vida familiar implicam em mudanças ou variações nos comportamentos das crianças. Se há ocorrência de violência doméstica no seio familiar, as crianças serão impactadas. Por isso é tão importante falar e apresentar os dados sobre violência contra as mulheres e discutir as formas de abordagem humanizada”, disse a defensora pública Franciana di Fátima.

 

Durante sua explanação, Franciana di Fátima destacou o papel do Estado, da sociedade e da família na defesa das crianças, e sua fala marcou a conselheira Mayza Batista de Oliveira. “Todas estas ponderações da defensora e estes dados da violência nos mostram que os desafios são grandes e devemos estar preparados para cumprir nossa missão” disse Maysa que irá atuar em Aparecida do Rio Negro.