Semus cria Plano de Contingência que define procedimentos e ações para casos suspeitos do novo coronavírus

Secretaria da Saúde

Autor: Redação Semus | Publicado em 04 de fevereiro de 2020 às 12:02

Uma das principais ações é a organização do fluxo e processo de trabalho para a vigilância e atendimento aos pacientes suspeitos na rede de atendimento de Palmas

Diante do alerta mundial com o surgimento do novo coronavírus (2019-nCoV), a Secretaria Municipal da Saúde de Palmas (Semus) elaborou o Plano de Contingência do município para infecção pelo vírus. O documento descreve as ações de vigilância e atenção em saúde que devem ser adotadas e executadas de forma integrada nas redes públicas municipal, estadual e privada se ocorrer a detecção de casos suspeitos.

 

O Plano orienta que toda suspeição deve ser tratada como alerta e a que a tomada de decisão será definida após discussão conjunta entre os órgãos de saúde envolvidos: município, estado e Anvisa (aeroporto) e Ministério da Saúde.

 

Até o momento não há confirmação de casos do novo coronavírus no Tocantins e nem no Brasil. No entanto, uma das principais ações a serem desenvolvidas pelo Plano de Contingência é reforçar a vigilância do aeroporto de Palmas, principal ponto de entrada de viajantes e turistas. É importante ressaltar que o aeroporto também conta com um plano de contingência para evento de saúde pública de interesse internacional, implementado e atualizado.

 

Será firmado também um canal de comunicação do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde de Palmas (Cievs) com a equipe do aeroporto para o monitoramento de voos com entrada na Capital, além do acesso à lista de passageiros obtida em parceria com as empresas aéreas.

 

Outra ação importante é o alerta às empresas de turismo e hotéis de Palmas sobre o novo vírus, incluindo medidas de prevenção para casos suspeitos. Serão disponibilizados números telefônicos (24 horas) visando o esclarecimento de dúvidas e relatos sobre suspeitas.

 

Se ocorrer a identificação de casos suspeitos nos serviços de saúde de Palmas, a orientação do Plano é isolar imediatamente o paciente e que os profissionais de saúde utilizem máscara cirúrgica. Além disso, deve-se informar o Cievs municipal e/ou estadual, que deverão repassar a informação ao Ministério da Saúde e orientar na condução do caso.

 

Recomendações da OMS

 


A recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) é para que todas as equipes de vigilância e assistência e serviços de saúde fiquem alertas aos casos suspeitos e às pessoas que tenham viajado para regiões de transmissão nos últimos 14 dias.

 

Os sinais e sintomas clínicos são principalmente respiratórios, como tosse e dificuldade para respirar, podendo ainda apresentar febre. A transmissão do coronavírus pode ocorrer entre contatos próximos e profissionais de saúde que tiverem acesso a pacientes infectados.

 


Plantão contínuo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde de Palmas (Cievs)


Telefones: 0800 644 5030 (63) 99219-3517 (63) 3218-5210


E-mail: cievspalmas@gmail.com