Semus recepciona 20 novos médicos residentes que atuarão na rede municipal de Saúde

Secretaria da Saúde

Autor: Redação Semus | Publicado em 01 de março de 2019 às 15:56

Os profissionais passarão por um curso introdutório e já no próximo dia 12 começam a atuar nos Centros de Saúde da Capital


A rede municipal de saúde está recebendo 20 novos médicos residentes dos programas de Medicina de Família e Comunidade, desenvolvidos pela Fundação Escola de Saúde Pública de Palmas (Fesp) e pela Universidade Federal do Tocantins. A recepção aos novos residentes ocorreu na manhã desta sexta-feira, 1º, no Instituto Vinte de Maio.



Nos dias 06, 07, 08 e 11, os novos médicos residentes participam do curso introdutório que tem por finalidade ambientá-los quanto às ferramentas de trabalho disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS), preparando-os para já no dia 12 começarem a atuar em dez dos 34 Centros de Saúde da Comunidade (CSCs).



A presidente da Fesp, Jaciela Leopoldino, recepcionou os novos residentes e falou da satisfação em ver a consolidação dos programas de residências desenvolvidos pela instituição. “Esta é a sexta turma de residentes em Medicina de Família e Comunidade. Vocês vêm para contribuir com os nossos processos e o programa contribui fortemente para que vocês desenvolvam três atributos: o cognitivo, o atitudinal e o psicomotor. A Fesp adota as metodologias ativas de ensino aprendizagem que vêm, o tempo todo, provocando e despertando no aluno essa capacidade crítica e reflexiva”, pontuou.



A coordenadora do programa, Gecilda Ramalho, pediu total dedicação dos novos residentes e que cuidem bem dos usuários do SUS. “Nesse tempo em que estiverem atuando como residentes na rede, dediquem-se à medicina de família e comunidade, mesmo que não sigam nessa especialidade, mas já é sabido que médicos de outras especialidades que passaram pela medicina de família e comunidade são mais habilitados para atender o paciente com um olhar mais humano”, destacou.



Um dos novos residentes é o médico José Henrique Costa. Goiano que veio para Palmas fazer Medicina na UFT e depois voltou para Goiânia, ficou lá por quatro anos e está de volta para atuar na rede municipal. “Umas das coisas que motiva é poder de transformar a vida das pessoas, a área em que eu trabalho e isso a medicina de saúde da família proporciona”, ressaltou.



Disposta a aprender e desenvolver suas habilidades, a médica Déborah Victoy formou em 2018 na Universidade Estadual de Ribeirão Preto (Unerp) e de tanto ouvir falar no programa desenvolvido pela Fesp, resolveu se inscrever e foi selecionada. “Eu vejo como uma grande oportunidade, é uma área que está crescendo muito, existe a possibilidade de preceptoria que é muito importante principalmente para mim que já pensei em seguir a carreira acadêmica, além de possibilitar conhecer outras áreas da medicina”, destacou.



Na próxima quinta-feira, 07, às 14 horas, será realizado no auditório do Centro Universitário Luterano de Palmas (Ceulp/Ulbra), a recepção aos novos profissionais que participarão do programa de residência multiprofissional. O momento contará com palestra do diretor de Atenção Básica do Ministério da Saúde, Daniel Soranz, que ministrará a palestra “Estruturando processos formativos como a principal ferramenta na efetivação de um sistema de saúde mas justo e forte”.

 



 

Edição e postagem: Lorena Karlla