Servidores são qualificados para atuar com avaliação de desempenho no serviço público

Instituto 20 de Maio de Ensino, Ciência e Tecnologia

Autor: Redação IVM | Publicado em 03 de setembro de 2019 às 17:34

Curso de 'Avaliação de Desempenho' promovido pelo IVM/EGP acontece até o próximo dia 12 de setembro


Ferramenta da gestão de pessoas, utilizada por organizações pública ou privada, capaz de promover o desenvolvimento de pessoas e organização, dependendo da forma aproveitada, a avaliação de desempenho está sendo abordada na qualificação profissional em 'Avaliação de Desempenho' promovida pelo Instituto 20 de Maio de Ensino, Ciência e Tecnologia, por meio da Escola de Governo de Palmas (IVM/EGP). O curso, que tem carga horária de 40 horas, começou nesta segunda-feira, 02 de setembro, e segue em datas alternadas até o próximo dia 12, no horário das 8 às 12 horas e das 14 às 18 horas, no IVM.

 

Simone Beltrão Lopes Nunes, que trabalha no departamento de Recursos Humanos da Secretaria de Comunicação, é uma das participantes e vê o curso como sendo de muita importância para quem atua na área. Segundo a servidora, a avaliação de desempenho faz parte do trabalho diário dos profissionais de RH, por isso destaca que a qualificação representa uma oportunidade ímpar para esclarecimentos de dúvidas. “Acredito que o curso só vem a somar, para que eu possa melhor desempenhar minhas atividades no Recursos Humanos da Secretaria em que trabalho.”

 

A instrutora do curso, Maria Lídia Costa, que é bacharel em Administração e MBA em Gestão de Pessoas (UFT), explica que a avaliação de desempenho é de suma importância, uma vez que interfere na efetivação do servidor no serviço público, bem como no desenvolvimento funcional da carreira (progressão, capacitação, promoção, promoção, etc). No entanto, ressalta que faz-se necessário que haja uma mudança cultural em relação aos objetivos dessa ferramenta, de forma que não seja vista como instrumento de punição, mas de evolução pessoal e/ou organizacional.

 

Conforme está sendo abordado no curso pela instrutora, existem dois tipos de avaliação de desempenho: a periódica, que acontece de tempos em tempos para a progressão do servidor, na carreira, ou para a continuidade do servidor efetivo; e a especial, que é a primeira e diz respeito ao estágio probatório, que acontece nos três primeiros anos em que o servidor entra no serviço público. Também está sendo estudada a história da avaliação de desempenho e a avaliação especial de desempenho na Prefeitura de Palmas.

 

Abertura


Na abertura do curso, nesta segunda-feira, após dar as boas-vindas aos participantes, a presidente do IVM, Valéria Albino de Araújo Nunes, destacou que o servidor é a razão de existir do Instituto, que tem como objetivo contribuir para a qualificação do funcionalismo  municipal. Na oportunidade, a gestora pediu sugestões de como o IVM pode melhor atender às demandas dos servidores e colocou a instituição à disposição.

 

 

Edição e postagem: Lorena Karlla