Unidades sentinelas estão aptas a coletar material para exames de Covid-19 em até 120 pacientes por dia

Secretaria da Saúde

Autor: Redação Semus | Publicado em 08 de junho de 2020 às 20:10

Mais quatro unidades equipadas para testagem da doença devem ser abertas na Capital nas próximas semanas


Desde o último dia 26 de maio, a população de Palmas dispõe de três unidades sentinelas equipadas para coletar (diariamente) sangue, secreção oral e nasal em até 120 pacientes para a detecção de Covid-19. Implantadas pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus), as unidades têm o objetivo descongestionar os outros Centros de Saúde, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), agilizar os atendimentos e ampliar a capacidade de testagem na Capital.


As unidades sentinelas estão localizadas na região Central, no Centro de Saúde da Comunidade (CSC) da Arse 131 (1304 Sul), na região Sul, no CSC José Hermes e na região Norte, no CSC da Arne 53 (406 Norte). A previsão é que mais quatro unidades do porte sejam disponibilizadas para aumentar a oferta de testagem nas próximas semanas.


Segundo a analista em Saúde da Semus, Marêssa Ribeiro, cada unidade realiza 40 coletas por dia, sendo 20 para testes rápidos de sangue e 20 para exames feitos com secreção do nariz ou da boca (Swab). “O serviço é ofertado nas três regiões para que o acesso do paciente possa ser facilitado e para que os casos leves continuem sob o cuidado da atenção primária, nos outros Centros de Saúde, e para que as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) possam seguir o atendimento aos casos moderados e graves, bem como garantir maior oferta de testes a toda a população que manifeste qualquer sintoma de síndrome gripal”, afirma Marêssa.


Ela explica que as unidades também ofertam outros exames e eletrocardiograma para pacientes encaminhados e agendados. Sobre o atendimento, Marêssa ressalta que a oferta ocorre após encaminhamentos nos próprios centros de saúde da área de abrangência de cada paciente, pelo médico ou enfermeiro da equipe de referência.

Após encaminhado, a regulação entra em contato com o paciente informando dia, hora e local do exame. “Importante frisar que as unidades sentinelas ainda mantém os atendimentos de saúde da família para sua população de referência, por isso, todos as coletas para testes são reguladas e agendadas”, destacou a profissional.


O acompanhamento e resultado de exame é feito pelo CSC de origem do paciente e caso o resultado seja positivo, o paciente também é acompanhado por uma equipe de profissionais da Secretaria de Saúde, através do Centro de Operações de Emergência em Saúde (COE). “Os CSCs sentinelas vêm na perspectiva de ofertar diagnósticos para pacientes suspeitos e confirmados na intenção de ampliar a oferta de testagem e garantir uma resposta rápida à população”, finaliza.