Vigilância Sanitária reforça medidas de segurança contra Covid-19 nas feiras da Capital

Secretaria da Saúde

Autor: Redação Semus | Publicado em 24 de junho de 2020 às 09:32

A iniciativa visa verificar se os comerciantes e a população estão seguindo os protocolos de segurança para Covid-19 

Desde a reabertura das feiras cobertas na Capital, a Vigilância Sanitária de Palmas (Visa) vem realizando ações de fiscalização e orientação junto aos feirantes e frequentadores. O propósito da iniciativa é verificar se os comerciantes e a população estão seguindo as recomendações adequadas para o funcionamento das barracas, bem como a compra dos produtos.

 

Na Feira da 304 Sul, os fiscais da Visa reforçaram a importância do distanciamento social entre os frequentadores, destacando que é essencial que a população respeite o protocolo de segurança, amplamente divulgado pela Prefeitura, a fim de evitar aglomerações. “Nesses dias e horários recomendamos o controle de acesso de veículos e pessoas para evitar aglomeração, bem como ações de fiscalização do lado externo da feira”, afirma a gerente de Vigilância Sanitária, Joselita Monteiro.

 

Ainda conforme a gerente, os fiscais advertiram os feirantes para que sigam rigorosamente às recomendações estabelecidas em decreto, tais como disponibilização de álcool em gel, higienização constante da barraca e uso de máscara. Os feirantes que não estavam seguindo à risca o protocolo de segurança foram advertidos e informados sobre as devidas consequências em caso de descumprimento da lei. “A Prefeitura mais uma vez vem acompanhando os feirantes para esses cuidados e estamos sempre frisando a necessidade de cuidar da segurança para a saúde de todos”, observa.

 

Joselita também ressalta a importância das ações em conjunto com a Secretaria de Segurança e Mobilidade Urbana (Sesmu) e Secretaria de Obras e Postura para controlar o fluxo de pessoas circulando dentro da feira. “A ideia é orientar os feirantes e a população sobre os cuidados indispensáveis para reduzir os riscos de contaminação. Temos que ter consciência que esse é um dever de todos, sem contar que observamos pessoas de risco, como idosos, circulando pela feira”, reforça.

 

Por fim, a gerente frisa que todas as orientações para as feiras da cidade foram descritas na nota técnica elaborada pela Gerência de Alimentos da Diretoria de Vigilância Sanitária de Palmas.

 

A feira da 304 Sul voltou a funcionar no dia 08 de abril, após decreto da Prefeitura de Palmas. A comercialização é realizada de terça a sábado, das 9 às 19h. O Decreto Nº 1.873/2020, assinado pela prefeita Cinthia Ribeiro foi publicado no Diário Oficial do Município.

 

“As feiras livres se configuram como atividade essencial à população e é mais um espaço para o consumidor adquirir produtos da nossa agricultura familiar, sem falar que estamos contemplando feirantes de todas as nossas feiras. Essa medida foi tomada depois de uma discussão ampla com o Centro de Operações de Emergência em Saúde (COE Palmas Covid-19) e com os próprios feirantes, e só foi tomada depois que preparamos o espaço para garantir as condições sanitárias exigidas pela área da Saúde”, explicou a prefeita Cinthia após a decisão de reabertura das feiras.