Visa Palmas promove qualificação e troca de experiências entre 14 municípios da região Capim Dourado

Secretaria Municipal da Saúde

Autor: Redação Semus / Edição: Denis Rocha | Publicado em 28 de maio de 2024 às 08:13

Atividades buscam capacitar sobre atividades regulatórias, promover atuação eficaz e compartilhar experiências bem-sucedidas

Na manhã desta terça-feira, 28, a Vigilância Sanitária (Visa) de Palmas foi anfitriã da Oficina Regional de Qualificação das Ações das Visas Municipais da região Capim Dourado. O evento envolve 14 municípios e busca capacitar sobre atividades regulatórias, promover uma atuação eficaz e compartilhar experiências bem-sucedidas. As atividades ocorrem no Instituto 20 de Maio de Ensino, Ciência e Tecnologia do Município de Palmas (IVM) a partir das 8 horas.

Fazem parte da região Capim Dourado as cidades de Aparecida do Rio Negro, Tabocão, Lagoa do Tocantins, Lajeado, Lizarda, Miracema do Tocantins, Miranorte, Novo Acordo, Rio dos Bois, Rio Sono, Santa Tereza do Tocantins, São Félix do Tocantins, Tocantínia e Palmas.

De acordo com o coordenador geral da Vigilância Sanitária (Visa) de Palmas, Pedro Paulo dos Santos Oliveira, as ações vão alinhar a linguagem do trabalho dos órgãos nessas cidades, visando uma melhor logística e estratégias eficazes de atuação. “É um trabalho em conjunto, trabalhamos para conseguir mostrar resultados de ações previamente realizadas, melhor tipo de abordagem, entre outros assuntos relevantes para essa pactuação”, destacou.

Segundo a inspetora sanitária Cynthia Macedo, que atua desde 2001 na Visa Palmas, essa padronização traz conhecimento para aqueles que enfrentam dificuldades nas atividades. “São muitas cidades, o que traz diversidade nesta oficina, que pode também inspirar novas formas de trabalho”, explicou.