09/09/2019 às 16h40

Alunos da rede municipal de ensino são selecionados para a fase estadual da Olimpíada de Língua Portuguesa

imageAluna classificada da Escola Beatriz Rodrigues

Aluna classificada da Escola Beatriz Rodrigues

Fotógrafo: Semed

Fechar

Redação Semed



Cinco alunos da rede municipal de ensino da Capital foram selecionados para participar da Etapa Estadual da 6ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa (OLP), que acontecerá no período de 26 de setembro a 11 de outubro, onde serão selecionados os alunos semifinalistas e seus respectivos professores orientadores para participar da Etapa Regional da competição.



A Escola Beatriz Rodrigues da Silva terá duas representantes na fase estadual. Ana Clara Luz, do 7º ano, concorre na categoria Memórias Literárias, com o texto ‘Saudades do Canela’, e Ana Beatriz Rodrigues Paes, 8º ano, disputará na categoria Crônica, com o texto ‘Sempre em Busca de Luz’. Para a elaboração dos seus trabalhos as alunas contaram com a orientação da professora Marilda Belizário Silva Ribeiro.



Representando a ETI Margarida Lemos Gonçalves, a aluna do 5º ano do ensino fundamental, Isabelle Souza dos Santos, disputa a próxima fase na categoria Poema, com o texto ‘Palmas, O Melhor Lugar do Mundo!’, desenvolvido sob orientação da professora Dalma Regina Guimarães Pereira Silva.

‘O segredo de Buritirana’, texto do aluno João Vithor Morais Vieira, foi escolhido na categoria Memórias Literárias e representará a ETI Luiz Nunes de Oliveira. João Vithor foi orientado pelo professor Rosielson Soares de Sousa.

 


Já Rebeca de Oliveira Costa, aluna da ETI Eurídice Ferreira de Mello, autora de: ‘Seria eu um pão prensado?’, foi escolhida para disputar a próxima fase da OLP pela categoria Crônica. Para produzir seu texto, Rebeca contou com a orientação da professora Ely da Paixão Casemiro Barreira.



Ana Beatriz Rodrigues Paes recebeu com muita alegria a notícia de ter seu texto escolhido. “Foi um sentimento gratificante de reconhecimento de todo o esforço e trabalho que tivemos, e alegria principalmente por representar o Tocantins na OLP com um gênero muito difícil de ser trabalhado que é a crônica”, comemorou.



A aluna conta que sempre teve o hábito de ler e escrever, uma forma que encontrou para colocar tudo para fora, de expressar seus sentimentos, mas que a escrita sempre foi algo só dela e do seu caderno. “Quando a professora falou da OLP eu decidi sair da minha zona de conforto, deixar a insegurança de lado e escrever um texto baseado numa experiência que eu vivenciei. O concurso me proporcionou um amadurecimento muito grande, tanto nas minhas ideias quanto na minha escrita, e me fez descobrir uma paixão que eu nem sabia que existia pelo gênero Crônica”.




Para a coordenadora de projetos da Escola Beatriz Rodrigues, professora Gislaine Paula Teixeira, que foi coorientadora de Ana Beatriz, os projetos de literatura são muito importantes porque a leitura aumente o conhecimento do aluno. “Os projetos além de incentivarem o instinto competitivo dos alunos faz com que eles tenham mais interesse em aprender, sobre a importância da leitura e da escrita. Eu vejo a OLP como uma parceira da educação, porque a Olimpíada com todas as ferramentas que oferece, ensina aos alunos não só a escrever, ensina mais sobre ortografia, gramática e o mais importante, ensina eles a produzirem conhecimento de mundo e a valorizar as coisas simples da vida”.


 A gestora da escola Beatriz Rodrigues, Michelle Morais fala sobre a importância de projetos como a OLP para o crescimento do aprendizado dos alunos. “Como professora de Língua Portuguesa que sou, esse é um projeto que acredito, incentivo e colaboro com os professores. Ficamos muito felizes em representar a rede municipal em duas categorias, Crônica e Memórias Literárias e estamos na torcida para que nossas alunas avancem na competição, passem na etapa estadual e possam representar Palmas na etapa regional, onde terão a oportunidade de interagir com outros alunos e trocar experiências. Nós sabemos que o primeiro lugar é bem disputado, mas só a vivência da participação já é um grande prêmio”.



6ª edição da OLP

 


A Olimpíada de Língua Portuguesa é um concurso de produção de textos para alunos de escolas públicas de todo o País. Iniciativa do Ministério da Educação e do Itaú Social, com coordenação técnica do Cenpec, a Olimpíada integra as ações desenvolvidas pelo Programa Escrevendo o Futuro.



O tema das produções desta edição é “O lugar onde vivo”, que propicia aos alunos estreitar vínculos com a comunidade e aprofundar o conhecimento sobre a realidade local, contribuindo para o desenvolvimento de sua cidadania.



Nesta edição, a premiada escritora mineira Conceição Evaristo é a grande homenageada.

 





Edição e postagem: Lorena Karlla 

outras notícias

Portal do Contribuinte

Aqui você encontra os serviços on-line disponibilizados pela prefeitura.

Nota Quente

Programa de incentivo à emissão de notas fiscais gerando crédito para concorrer a prêmios.

Utilidade pública

Este espaço facilita o acesso do cidadão aos serviços prestados pelo município.

Servidor

Canal destinado à assuntos dedicados ao servidor público municipal.

Concursos

Canal destinado à concursos realizados pela Prefeitura de Palmas.

Turista

Conheça Palmas. Seus pontos turísticos, sua diversidade e eventos você encontra aqui.

PROJETOS E AÇÕES

+ PROJETOS E AÇÕES