22/11/2019 às 09h43

Pesquisas científicas apresentadas na 2ª Mostra da Fesp elevam o trabalho na rede pública de saúde da Capital

imagePesquisadores e trabalhadores da Rede de Saúde da Capital apresentaram uma diversidade de trabalhos e relatos de experiências que evidenciaram as práticas ativas em saúde

Pesquisadores e trabalhadores da Rede de Saúde da Capital apresentaram uma diversidade de trabalhos e relatos de experiências que evidenciaram as práticas ativas em saúde

Fotógrafo: Raiza Milhomem

Fechar
imageElevada qualidade dos trabalhos de pesquisas chamaram a atenção de quem prestigiou as sessões orais e também as exposições de banners

Elevada qualidade dos trabalhos de pesquisas chamaram a atenção de quem prestigiou as sessões orais e também as exposições de banners

Fotógrafo: Raiza Milhomem

Fechar
imageO pesquisador Marcos Fabiano recebeu Menção Honrosa e teve a sua pesquisa classificada em segundo lugar

O pesquisador Marcos Fabiano recebeu Menção Honrosa e teve a sua pesquisa classificada em segundo lugar

Fotógrafo: Raiza Milhomem

Fechar

Redação Fesp

Comprovando o crescimento de mais 660% no número de pesquisas realizadas no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) em Palmas, conforme dados divulgados pelo Comitê de Ética e Pesquisa  da Fundação Escola de Saúde Pública de Palmas (Fesp), centenas de pesquisadores e trabalhadores da Rede de Saúde da Capital apresentaram uma diversidade de trabalhos e relatos de experiências que evidenciaram as práticas ativas em saúde  durante a 2ª Mostra de Ciência, Tecnologia e Inovação da Fesp, realizada no Auditório do Ceulp/Ulbra, nesta quinta-feira, 21. A elevada qualidade dos trabalhos de pesquisas chamaram a atenção de quem prestigiou as sessões orais e também as exposições de banners. O público pôde acompanhar de perto as apresentações dos 15 melhores trabalhos avaliados e das 165 experiências expostas e comentadas pelos pesquisadores. 



A residente em Saúde Mental, Roberta Guerra, que teve o seu trabalho classificado em terceiro lugar na 2ª Mostra, relatou sua experiência como terapeuta ocupacional com o grupo de pacientes do Centro de Atendimento Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD-III), por meio da estimulação cognitiva. A pesquisadora explica que a intervenção objetiva promover a saúde mental, melhorando o desempenho cognitivo, oferecendo autonomia e independência para os frequentadores. “Foram 22 encontros com o grupo, cada grupo era composto por sete pessoas, com idade entre 44 a 61 anos. A partir de observações, foi possível verificar avanços em relação ao desempenho cognitivo dos participantes”, disse.


A assistente social Elizângela Cunha, que é residente de Saúde Coletiva, recebeu com sua equipe o prêmio de melhor trabalho realizado. Ela mostrou por meio de dados e informações a proposta de Pactuação das Ações para o Enfrentamento do Tabagismo em Palmas. Em sua explanação, a residente  ressaltou a importância de planejar as ações de prevenção e controle do tabagismo na Capital, e enfrentar a mortalidade por doenças crônicas causadas pelo uso do tabaco e seus fatores de risco. O trabalho foi baseado em relatos e experiências de profissionais e usuários do SUS. Bastante emocionada, Elisangela reforçou a necessidade da pactuação e fortalecimento de parcerias entre a atenção primária e vigilância em saúde. “O nosso grande desafio agora será a implantação e implementação das ações pactuadas, com a sustentabilidade necessária para fortalecer os serviços, a fim de que haja êxito no controle ao tabagismo” frisou.


O pesquisador Marcos Fabiano recebeu Menção Honrosa e teve a sua pesquisa classificada em segundo lugar. Ele trouxe para o evento científico o debate sobre “A capacitação pedagógica de profissionais da saúde e educação dos Programas de Residências em Saúde e Programas de Educação Permanente da Fesp”. Marcos relatou em seu trabalho a experiência de capacitação pedagógica por meio do Curso de Qualificação em Práticas Educacionais na Saúde, que utiliza as metodologias ativas de ensino e aprendizagem para o aperfeiçoamento de docentes dos Programas de Residências em Saúde e Programas de Educação Permanente da Fesp foram estudadas. 


“Com um olhar na ciência no cotidiano do SUS tivemos a enorme satisfação de promover este momento onde pudemos conhecer e acompanhar a apresentação de trabalhos de excelência que foram desenvolvidos na rede de saúde pública de Palmas. Foi possível observar o papel transformador que as residências empreenderam na rede municipal de saúde. Trabalhamos com uma metodologia crítico-reflexiva baseada nas metodologias ativas de ensino aprendizagem que provocam e despertam no profissional residente a capacidade de contribuir e desenvolver intervenções estruturantes, consolidando o SUS com trabalhos que impactam positivamente na qualidade de vida do palmense”, avaliou a presidente da Fesp, Jaciela Leopoldino.

Portal do Contribuinte

Aqui você encontra os serviços on-line disponibilizados pela prefeitura.

Nota Quente

Programa de incentivo à emissão de notas fiscais gerando crédito para concorrer a prêmios.

Utilidade pública

Este espaço facilita o acesso do cidadão aos serviços prestados pelo município.

Servidor

Canal destinado à assuntos dedicados ao servidor público municipal.

Concursos

Canal destinado à concursos realizados pela Prefeitura de Palmas.

Turista

Conheça Palmas. Seus pontos turísticos, sua diversidade e eventos você encontra aqui.

PROJETOS E AÇÕES

+ PROJETOS E AÇÕES