Seder inicia protocolo de novo ciclo de inseminação artificial em tempo fixo em matrizes leiteiras

Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural

Autor: Juliana Matos/ Edição: Lorena Karlla | Publicado em 24 de agosto de 2021 às 16:09

Onze propriedades rurais dedicadas à produção de leite foram atendidas nesta semana dentro do projeto ‘Palmas para o Leite’

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural (Seder) iniciou protocolo de processo de novo ciclo inseminação artificial em tempo fixo (IATF) em 25 matrizes produtoras de leite das raças Girolando, Gir ou mestiças de propriedades da Capital. Os atendimentos de início de protocolo aconteceram nesta segunda-feira, 23, e terça-feira, 24, em 11 propriedades das seguintes comunidades rurais: São Silvestre, Jaú, Santa Fé Rural, Galvão Bueno, Taquaruçu, Estiva, Serra do Taquaruçu, Taquaruçu Grande e Entre Rios.

O protocolo faz parte do projeto Palmas para o Leite, que há três anos oferece assistência técnica gratuita a produtores locais visando à qualificação e o fortalecimento do segmento produtor de leite na Capital.

Conforme explica o médico veterinário da Seder, Cláudio Sayão Lobato, o protocolo de inseminação artificial proporcionará, junto com uma base alimentar equilibrada, melhoria genética do rebanho leiteiro.

No início ao protocolo (D0), o próximo passo acontecerá daqui a oito dias (D8) em um dia de manejo com aplicação de hormônios para estimulação do cio das matrizes bovinas. Dois dias depois (D10) será realizada, então, a inseminação artificial das matrizes.

O Município adquiriu 300 doses de sêmen para fornecimento neste ano a produtores da bacia leiteira da Capital que estejam cadastrados na pasta.